Como liderar uma equipe e arrebentar nos resultados da sua empresa

/, Liderança/Como liderar uma equipe e arrebentar nos resultados da sua empresa

Como liderar uma equipe e arrebentar nos resultados da sua empresa

Você tem se perguntado sobre como liderar uma equipe e já conheceu empresas cujas pessoas são literalmente apaixonadas pelos seus líderes?

Acredite, isto não é um privilégio de alguns e neste artigo compartilho minha experiência de anos de atuação para que você também gere este efeito em sua empresa.

Aqui seguem os mesmos passos práticos que têm levado gestores comuns a se tornarem líderes extraordinários!

1. Faça um diagnóstico para saber como liderar uma equipe

Diagnóstico sobre como liderar uma equipe

Ok, você deseja saber como liderar uma equipe de alta performance, mas por onde começar? A resposta é simples: Fazendo um diagnóstico.

E aqui não é preciso fazer nada complicado. A habilidade mais importante é sua capacidade de sentir e perceber as pessoas e o ambiente.

Para fazer este diagnóstico, é importante se perguntar:

  • Como estão as metas e resultados;
  • Como está o clima organizacional;
  • As pessoas estão felizes e satisfeitas?;
  • Como são os conflitos? Eles são resolvidos?;
  • Há demissões e contratações frequentes?
  • As pessoas desejam trabalhar em sua empresa?

E como fazer este diagnóstico? Você pode criar pesquisas impressas ou on-line e encaminhar para sua equipe responder ou pode observar no dia a dia como estão estes cenários.

O site do SurveyMonkey possui uma plataforma gratuita para realizar pesquisas on-line que você pode utilizar 🙂

Ao analisar estes pontos, busque comparar com o início do seu negócio e o momento presente para perceber variações.

Todos eles focam em observar se de fato a equipe está dando sinais de que não tem sido liderada como poderia.

2. Conheça o seu e o perfil de cada membro da equipe

Como liderar uma equipe com DISC

Se você, assim como eu, gosta ou já jogou xadrez, deve se lembrar que cada peça possui um papel, uma função e uma estratégia.

Ao assumir o desafio de como liderar uma equipe você precisará utilizar da mesma sabedoria e inteligência para lidar com cada integrante do seu time.

Alguns líderes buscam conhecer o perfil de seus colaboradores apenas pelo conhecimento empírico.

Mas eu recomendo fortemente que você utilize ferramentas específicas para conhecer o perfil comportamental de cada um.

Uma delas, largamente utilizada por grandes empresas, é a análise comportamental DISC.

Ela é uma ferramenta que, por meio de perguntas, permite que cada um conheça a sua dimensão comportamental.

Todos nós temos uma dimensão que prevalece e é isso que nos torna diferentes e especiais.

Quando você aplica o teste em um membro da equipe, é capaz de saber se ele possui um perfil mais orientado para liderança, para comunicação, para o relacionamento e até mesmo para funções mais burocráticas.

O DISC classifica as dimensões comportamentais em quatro perfis:

  • Dominante (facilidade em liderar);
  • Influente (bom comunicador);
  • Estável (preza pela harmonia);
  • Cauteloso (focado em métodos e processos).

Quando eu aplico essa ferramenta nos líderes que desenvolvo, eles ficam assustados com o nível de autoconhecimento que é possível extrair de si mesmo.

E como disse Sun Tzu, no livro a Arte da Guerra, se você for para uma batalha, é melhor dedicar tempo suficiente conhecendo as forças, fraquezas e estratégias do seu próprio grupo.

3. Posicione o time corretamente

Muitas empresas erram ao não realizar o devido posicionamento e integração de um novo colaborador na equipe.

Já ouvi relatos de profissionais que foram contratados, direcionados ao setor para o qual foram admitidos e não receberam nenhuma orientação.

Para posicionar o time corretamente, imagine um avião prestes a decolar.

Antes do voo, a tripulação acomoda cada passageiro corretamente em seus lugares, dando orientações de como usar cada equipamento, como as máscaras de oxigênio, saídas de emergência e banco flutuante.

Deste modo, fica mais simples intuitivo para todos o que fazer em cada momento da viagem.

Se a sua empresa está com este déficit, comece por elaborar os seguintes documentos:

Descrição de cargos: documento que possui informações claras sobre o que cada profissional fará, incluindo dados como setor, horário de trabalho, funções, a quem será subordinado, responsabilidades e outros detalhes;

Organograma: demonstra de maneira clara e visual onde cada profissional está na empresa, ilustrando por meio de interligações as subordinações e liderança de cada um;

Manual de integração: pode conter orientações práticas do que fazer quando um novo colaborador ingressar em sua equipe. É uma etapa crucial, que dá segurança ao profissional e permite que ele conheça sobre a empresa e já o apresente para a equipe.

4. Esclareça as expectativas

Mesmo buscando saber como liderar uma equipe, um erro muito comum que gestores cometem é o de não alinhar as suas e as expectativas de seus colaboradores.

Já tive situações em que líderes se queixavam do trabalho de um membro de sua equipe e quando o perguntei se ele havia esclarecido antes ou feito um feedback com o mesmo, recebi um sonoro: “ainda não”.

Seja por dificuldades de relacionamento ou orientação mesmo, é comum ver gestores que apenas esperam que sua equipe faça o seu trabalho, sem alinhar ou acompanhar o desenvolvimento.

Se quer ter um time de alto desempenho, não poupe esforços para que ele saiba o que você e a empresa espera dele, assim como você e sua empresa busque ter clareza do que cada membro deseja com o seu trabalho.

Foi-se o tempo que as pessoas trabalhavam apenas pelo salário que é pago ao final do mês.

Hoje, outros aspectos motivacionais como o clima organizacional, a perspectiva de crescimento, desafios e qualidade dos relacionamentos impactam, e muito, a performance de um profissional.

5. Defina metas claras, desafiadoras e alcançáveis

Como liderar uma equipe com metas

Mais que saber sobre como liderar uma equipe de alta performance, é importante desafiá-los a alcançar os objetivos da organização.

Aqui vale aquela máxima: “O que não pode ser medido não pode ser gerenciado”.

Como está a clareza das metas e o comprometimento do seu time com os resultados?

Já passei por empresas que se queixavam repetidamente sobre os efeitos da crise nos negócios, ao passo que outras comemoravam resultados exponenciais de crescimento.

Qual o segredo aqui? Foco e acompanhamento.

Acredite (e este pode ser o seu caso), mas há gestores que apenas esperam o cliente entrar em contato ou aguarda para que sua equipe milagrosamente se movimente.

Mas sabemos que isso não funciona.

Para estabelecer metas, é preciso que tenha clareza do seu planejamento estratégico. Se não fez, recomendo que o faça logo.

É no planejamento que terá clareza para definir metas claras e alcançáveis.

Pense em quanto deseja crescer este ano. Agora, divida este desafio pelos meses que possui e experimente dividir este indicador por cada dia.

Cuide para que seja uma meta desafiadora e a distribua para cada equipe ou membro do seu time.

Para alcançar mais resultados, faça reuniões frequentes de feedback e acompanhamento.

Um exemplo de empresas que possuem esta cultura são as cervejarias e grandes corporações.

Empresas como a AMBEV, Chevrolet e Coca Cola, mensuram diariamente o resultado de suas metas e indicadores. Experimente fazer o mesmo.

6. Treine a sua liderança

Há quem diga que não nasceu para ser líder.

Já outros já afirmam que se consideram líderes desde que nasceram.

De fato, recentemente foi descoberto um gene que promove uma predisposição para um comportamento alpha, atribuído à liderança, no homem e na mulher.

Pesquisadores da University College, no Reino Unido, observaram o código rs4950, uma sequência de DNA que é atribuída a pessoas que tendem a estar em posições de comando. O estudo completo pode ser visto aqui.

Amostragem de liderança

Distribuição do papel de liderança por amostras genéticas e de gêmeos.

A boa notícia é que sua liderança pode, sim, ser desenvolvida.

Para isso, você pode utilizar recursos como livros, assistir palestras, fazer cursos de liderança ou treinamentos avançados que desenvolvam em ti esta habilidade.

Uma solução aliada à prática que tende a dar resultados sólidos é o coaching executivo.

Nele, suas competências de líder são analisadas e trabalhadas para que o seu comportamento mude no dia a dia da sua empresa.

Ao fazer um treinamento como este, é comum perceber que habilidades de comunicação, comportamento e visão de futuro impactam diretamente no seu estilo de liderança.

7. Crie incentivos motivadores

De nada adianta criar desafios e traçar metas se sua equipe não se comprometer e compreender que poderão ganhar com isso.

Não pense como alguns gestores que acreditam que vender ou alcançar as metas é “obrigação do funcionário” (porque isso já é sabido).

Os incentivos entram aqui como um incremento, um fator motivador. Uma forma de mostrar ao seu colaborador que ele também merece ter ganhos a partir do seu esforço.

Empresas que possuem incentivos atrativos associados a metas e desafios de vendas, vêem seus negócios decolarem.

Quer um exemplo?

Já passou para pensar porque companhias de marketing multinível, como Mary Kay, Herbalife e Hinode, crescem tão rapidamente? Já notou que seus colaboradores falam de seus produtos aos quatro ventos?

Como liderar uma equipe - Exemplo Mary Kay

Os líderes de equipes da Mary Kay, como ilustro acima, além de bônus atrativos, podem ganhar um carro personalizado da empresa.

Isso ocorre porque estas companhias possuem um plano de crescimento claro e agressivo, reconhecendo o mérito e trabalho de cada membro.

Mas isso não se restringe a empresas como as que citei acima. Franquias, agencias de viagem, concessionárias e empresas de todos os tipos possuem programas de incentivos que aumentam o engajamento do time.

E quais tipos de incentivos sua empresa pode oferecer? Algumas ideias:

  • Ganhos progressivos em comissão;
  • Viagens a locais interessantes;
  • Benefícios, como dias de folga;
  • Prêmios (produtos físicos, serviços ou experiências);
  • Reconhecimento e promoções na carreira.

Há companhias que oferecem viagens em cruzeiros de navio, assim como existem aquelas que oferecem um dia de spa a quem bater uma meta.

Tudo vai depender do objetivo e desafio que sua empresa possui.

Tome cuidado também para não estabelecer prêmios caros demais, que venham a comprometer a lucratividade do seu negócio.

Mas uma coisa tenha em mente: não deixe de inserir esta estratégia se quer ter uma equipe motivada e engajada.

8. Utilize sistemas de gestão e gameficação

Gameficação para liderar equipes

Imaginando que você pensou os benefícios que a sua equipe terá, eu hora de pensar em como monitorar tudo isso.

Para isso, sua empresa pode adotar sistemas que gerenciem as tarefas realizadas ou metas alcançadas, como o desempenho de vendas por exemplo.

Sistemas de CRM , que avaliam a interação da sua da sua empresa com cliente, possuem métricas que permitem esta avaliação.

Alguns deles, como a Salesforce e o Pipedrive, chegam a exibir gráficos e pontuações sobre o desempenho de cada colaborador.

Outro exemplo, são sistemas de gerenciamento de tarefas, como o Todoist, o Runrunit e o Trello.

Todos eles permitem que você defina ações, crie projetos, delegue e acompanhe a realização e andamento de cada tarefa.

E onde entra a gameficação em tudo isso?

Se ainda não ouviu falar sobre este termo (que vem de game – jogo), nada mais é do que uma estratégia que estimule o avanço e desenvolvimento de cada colaborador.

E tornando o dia a dia mais divertido e desafiador, além da sua equipe alcançar um maior engajamento, sua liderança será ainda mais admirada.

9. Faça feedbacks e reuniões constantes

Lembra que disse acima que algumas empresas acompanham diariamente o alcance de suas metas?

Pois há um outro grupo de companhias que, além de não acompanhar seus resultados, também não possuem a cultura de se reunir com sua equipe.

Isto é danoso para seu negócio.

Se quer liderar uma equipe de alta performance, trace hoje mesmo um calendário de reuniões com cada setor ou com todo o grupo.

Ele pode conter encontros semanais, quinzenais ou mensais. Há algumas empresas que fazem reuniões diárias inclusive.

O que não pode acontecer é ficar semanas, meses ou até mesmo anos sem ter um encontro estratégico com seus colaboradores.

E sobre os feedbacks?

Estes precisam ser feitos individualmente, com cada membro da equipe.

São os feedbacks que permitem que você, gestor, pontue os aspectos que precisam ser melhorados. Assim como também pode parabenizar e reconhecer cada um.

Uma empresa que desenvolvo possui uma cultura de realizar feedbacks sempre no final de cada mês e isso aumentou o comprometimento e resultados do grupo.

10. Compartilhe sua visão de futuro

Certa vez eu estava desenvolvendo um gestor que buscava obter mais engajamento do seu time.

E conversando sobre o que a empresa estava fazendo em termos práticos, percebi um enorme buraco na estratégia.

Ele estava guardando os objetivos e planos futuros de crescimento apenas para si próprio.

Agora me diga. Qual equipe se sentirá segura e motivada trabalhando em uma companhia que mal sabe o que irá acontecer amanhã?

É insustentável.

Se um colaborador não sente que existem possibilidades de crescimento, desafios ou que um futuro brilhante o espera, as chances dele se desligar são grandes.

Lembra do planejamento estratégico que falei acima?

É hora de compartilhar com a equipe qual a visão, missão, valores e metas da sua empresa.

Aproveite este gancho para realizar uma reunião e apresente em slides cada etapa do caminho planejado.

Você verá como a entrega e o comprometimento das pessoas irão aumentar como mágica!

Sobre isso você pode assistir a um vídeo em que falo a diferença entre desejo, meta e objetivo:

11. Empreenda coletivamente

Já viu um provérbio africano que diz que “se quer ir rápido, vá sozinho, e se quer ir longe, vá acompanhado?”.

No mundo do empreendedorismo é exatamente assim.

Tenho visto inúmeros líderes carregando o desafio de levar o empreendimento adiante todo em suas costas.

Eles não percebem, mas acabam drenando sua energia de tal modo que o que era para ser bom se torna um martírio.

Desenvolver o comportamento empreendedor nos membros da sua equipe, estimulando-os a pensar como ter mais ganhos, com menos custo e assumindo responsabilidades, por exemplo, é fundamental.

E você pode começar a fazer isso utilizando a delegação eficaz.

Descubra os talentos de cada um do seu quadro funcional e os desafie a atingir resultados por meio da confiança.

Alguns empresários vão disseram que não distribuindo tarefas porque tem medo que as pessoas não façam com a qualidade que esperam.

Mas isto é uma armadilha, pois a empresa pode correr o risco de não se tornar sustentável com passar do tempo.

Se você tiver dificuldades de encontrar maneiras para fazer com que sua equipe desenvolveu comportamento empreendedor, pesquise sobre o seminário EMPRETEC, do Sebrae.

Conclusão

Investir tempo e capacitação no desenvolvimento da sua liderança e nas habilidades da sua equipe é o grande segredo para alavancar os resultados da sua empresa.

Mas isto precisa ser um movimento alinhado, cuidando para que processos, estratégia, e direcionamentos do negócio estejam congruentes.

Quanto mais você investir no desenvolvimento do seu relacionamento com equipe, e na satisfação do time e em criar um negócio bom para todos, maiores serão os seus resultados.

Continue no Blog

Se você está começando agora a sua trajetória de liderança o que é saber mais sobre como ser um líder inspirador, veja este artigo sobre a diferença entre chefe e líder.

Vá além

Caso queira desenvolver a sua liderança de maneira assertiva, entre em contato conosco e consulte sobre as vagas do nosso Programa Liderança Inspiradora.

By | 2018-05-06T21:14:37+00:00 May 5th, 2018|Categories: Coaching, Liderança|0 Comments

About the Author:

Palestrante, Coach pela Sociedade Latino Americana de Coaching, analista comportamental e analista de competências pela HR TOOLS, Administrador, especialista em Comunicação e Marketing empresarial, Empreteco, consultor e instrutor do SEBRAE. Atua estimulando o empreendedorismo e com o desenvolvimento de pessoas e empresas por meio de treinamentos e processos de Coaching.

Leave A Comment